segunda-feira, dezembro 20, 2010

Professor ganha 40% menos que média do trabalhador brasileiro

Enquanto um assalariado, que tem escolaridade superior ao ensino médio, recebe mensalmente R$ 2.799 por 40 horas semanais de serviço, um docente com a mesma quantidade de anos de estudo tem remuneração de R$ 1.745 por mês. O salário médio mais baixo é do Estado de Pernambuco -- R$ 1.219 -- e o mais alto é do Distrito Federal -- R$ 3.472. (Informações da Veja Online)

sábado, dezembro 18, 2010

Pra eles, há dinheiro

Em clima de Natal, os parlamentares se concederam um presente: vencimentos de R$ 26,4 mil. E outros aumentos virão, em cascata. Para isso há dinheiro. Fosse para aposentados e pensionistas o tesouro quebraria. (Informação da Tribuna da Bahia)

domingo, dezembro 12, 2010

Mau planejamento urbanístico e falta de vontade política


O Centro Cultural Oscar Niemeyer, em Goiânia, é um conjunto com teatro, museu, biblioteca e um pátio de concreto. Desenhado pelo arquiteto que o batiza, foi aberto em março de 2006. Custou mais de R$ 60 milhões. Hoje, está fechado.

O Parque da Cidade, em Natal, também projetado por Oscar Niemeyer, conta com auditório, biblioteca, área para caminhadas e, claro, um pátio de concreto. Foi inaugurado em novembro de 2008, a um custo de R$ 26 milhões. Hoje, está fechado.

Em Recife, o Parque Dona Lindu, orçado em R$ 29 milhões, foi inaugurado em dezembro de 2008. Salvo pela área externa, teatro, restaurante e pavilhão desenhados por Oscar Niemeyer continuam fechados. (Ao menos o pátio de concreto pode ser usado por quem gosta de pátio de concreto.)

A Prefeitura de Recife afirma que as obras do Parque Dona Lindu estão dentro do prognóstico e devem ser finalizadas em janeiro. Já em Goiânia e Natal, os complexos culturais chegaram a receber visitantes, antes de serem interditados pelo Tribunal de Contas dos Estados.

A Folha conversou com arquitetos e políticos para saber por que esses projetos de Oscar Niemeyer -- que completa 103 anos no dia 15 de dezembro -- acabaram fechados, após o empenho de tanto dinheiro público. Em comum, dois pontos: mau planejamento urbanístico e falta de vontade política.

Veja na íntegra aqui.

Um título dispensável

Salvador é a cidade que mais recebe denúncias sobre violência sexual através do disque 100 – criado em todo país para receber acusações de exploração sexual contra crianças e adolescentes.
.
Fonte: Projeto Viver da Secretaria de Segurança Pública do Estado

A TV que ninguém vê

Por Lauro Jardim (Blog de Noblat)

Nas comemorações dos três anos da TV Brasil, a diretora Tereza Cruvinel festejou “a conquista a cada dia de mais audiência”.

Pura embromação.

Em novembro, entre 7 da manhã e meia-noite, de acordo com o Ibope, a TV Brasil registrou 0,4 ponto de audiência no Rio de Janeiro. Há um ano, o índice era o mesmo.

Considerando-se o orçamento anual da TV Lula, cada 0,1 ponto de audiência (4 000 televisores) custa cerca de 100 milhões de reais por ano.

quinta-feira, dezembro 09, 2010

Para reflexão

Seis em cada dez pessoas dizem que corrupção aumentou; uma em cada quatro pagou subornos...
Os dados fazem parte do 2010 Global Corruption Barometer (Barômetro da Corrupção Global 2010, em tradução literal).
.
Você faz parte desse universo? Contribui de alguma forma para chegar a esses números? Não precisa responder... Só reflita!

Catazoo

Quatro postos SAC em Salvador integram os pontos de coleta da campanha “Catazoo”, que tem como meta arrecadar dois milhões de tampinhas de garrafas pet para construção de filtros naturais no Parque Zoobotânico Getúlio Vargas, no bairro de Ondina, em Salvador. A iniciativa da campanha é de um grupo de estudantes de Relações Públicas da Uneb em parceria com o Jardim Zoológico.

No sistema de filtragem, criado pelo coordenador do Zoológico de Salvador, Gerson Norberto, “as tampinhas funcionam como um depósito de bactérias anaeróbicas que digerem as partículas de matéria orgânica que passam pela peneira na primeira fase da filtragem". Segundo Gerson, as tampinhas foram escolhidas em substituição a um material plástico fabricado nos Estados Unidos que custa U$ 1,50 cada, tornando o projeto ecologicamente viável e de baixo custo.

As doações podem ser feitas nas unidades do SAC Comércio, Barra, Iguatemi e Salvador Shopping.
.
Fonte: Portal do Servidor da Bahia

terça-feira, dezembro 07, 2010

A paciência pode salvar a sua família

Nas dificuldades nos relacionamentos familiares, ou seja em que área for, esse dom precioso é muito importante por nos ensinar a esperar o tempo do outro e não perder a oportunidade de amar e de crescer, permitindo que Deus molde o nosso coração.
.
Veja aqui!

sexta-feira, dezembro 03, 2010

Complexo - Universo Paralelo

Retrato do cotidiano numa das maiores comunidades de favelas do Rio de Janeiro, Complexo - Universo Paralelo, de 70 minutos, narra a vida de uma mãe de oito filhos, dona Célia, do presidente da associação de moradores há 35 anos, Seu Zé, e o rapper local McPlayboy. O filme sobre a comunidade carioca, Complexo do Alemão, foi uma das principais atrações do DocLisboa, um dos principais festivais de Portugal.
.
Confira o trailer...
.

Novo tapa-buraco


A cena acima mostra um automóvel Fiat Uno, com identificação da empresa pública Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE), autarquia da Prefeitura de Juazeiro, no norte baiano realizando o trabalho de um compactador de asfalto na Rua Minas Gerais, no bairro Santo Antonio, nesta terça-feira (30). A obra era de um tapa-buraco na rua, em que foi realizado um serviço subterrâneo de saneamento.
.
Fonte: Bahia Notícias

quinta-feira, dezembro 02, 2010

DVD pirata é vendido com imagens do confronto no Rio

Camelôs do centro do Rio de Janeiro estão oferecendo um DVD pirata com resumo da caça aos traficantes da última semana. O filme "Terror no Rio 2010" é vendido por R$ 10 a unidade e anunciado como um "documentário", mas tem apenas trechos editados de reportagens de jornais.

A imagem da estátua do Cristo Redentor usando um colete à prova de balas é a capa do DVD. A foto exibe explosões e fogo ao fundo. A contracapa traz carros incendiados e blindados da Marinha. Também é mencionado que o filme é proibido para menores de 16 anos.

quarta-feira, dezembro 01, 2010

A espiritualidade do músico católico

por Pe Roger Luis da Silva (Canção Nova)
.
O músico exerce uma função importante na liturgia e também nos momentos de louvor. O que precisa estar muito presente no coração dele é a dinâmica da espiritualidade. A espiritualidade do músico católico deve ser voltada para a experiência católica.
.
Um exemplo: um músico católico que não vai à Missa, deixa de ser um músico católico, porque ela é o auge da espiritualidade católica. Outra coisa que precisa ficar presente na espiritualidade do músico católico é a Adoração Eucarística, buscar Jesus na Eucaristia e todas as suas vertentes, como a intimidade com a Palavra de Deus.
.
Você, músico, conhece muito bem as fontes de inspiração. Quando a música brota da Palavra de Deus, ela tem uma eficácia sobrenatural, basta você musicar a Palavra pela inspiração, buscar a harmonia no coração de Deus e você vai ver como a música "pega". A Bíblia em si já traz vida, libertação e cura. Precisamos fazer uma experiência com a Palavra de Deus.
.
Algo importante também é a intimidade com o Espírito Santo, porque – em minha opinião, e creio que não seja só em minha opinião – isso é obra de Deus, pois a inspiração da música católica precisa vir do Espírito Santo.
.
Nós também não precisamos consultar harmonias da música secular para colocar na música católica. Pois, assim, perde em unção, perde em eficácia, porque o Espírito Santo é a criatividade por excelência. É Ele quem dá a criatividade, então, não há necessidade de buscá-la em outras fontes.
.
A música, então, precisa brotar da oração e não de um acorde secular. O acorde é Deus quem vai dar. Conheço muitos músicos e, partilhando com eles sobre o nascimento de uma música, sei que ela vem de um momento de oração e Adoração Eucarística.
.
A música católica não é feita para fazer sucesso. O sucesso que Deus quer são almas salvas, vidas transformadas, pessoas curadas! E a música tem este poder. Assim como tem o poder de fazer uma pessoa se embriagar, se drogar – como vemos, por exemplo, nas festas rave – ela tem o poder de transformar uma vida. Nós precisamos "virar a mesa", virar o jogo e apresentar uma música pura, que vem do Céu e transforma vidas.
.
Que Deus abençoe você e que Ele próprio o inspire. Não busque fora de Deus, porque só Ele tem a inspiração para o novo da sua canção!

domingo, novembro 28, 2010

Traficantes cariocas podem invadir Salvador

Enquanto o Rio de Janeiro assiste ao vivo e a cores a versão original da Tropa de Elite, com os policiais do Bope (Batalhão de Operações Especiais) efetuando ataques às favelas em busca de traficantes, ações que resultam em cenas chocantes mostradas em horários nobres dos canais de televisão, Salvador reflete sobre esta situação de terror e teme que possa ser a próxima vítima da violência urbana em grande escala. Ontem, já era dada como certa por parte das autoridades cariocas que os bandidos estavam fugindo para destinos ainda ignorados.
.
“A tendência é estes criminosos virem para o Nordeste, porque eles não vão ter condição de enfrentar o poderio do Exército. Salvador, Fortaleza e Natal são as cidades preferidas pelos chefes do tráfico do Rio de Janeiro, que chegam e investem muito dinheiro.
.
Vilas do Atlântico já foi o antro de traficantes do sul, que fugiram pra cá”, comentou o advogado criminalista João Novais, um dos mais atuantes da cidade, que considera a polícia baiana despreparada para enfrentar um possível êxodo da bandidagem carioca.
.
“A polícia da Bahia não tem estrutura para combater a bandidagem daqui, imagine a do Rio. Por isso mesmo corre o risco de ser alvo dos traficantes cariocas. O policial baiano ganha um salário de vergonha, o que o torna mais fácil de ser corrompido pelo crime organizado, que age como empresa e movimenta fortunas.
.
É preciso que o policial tenha uma boa base familiar para não se deixar envolver pela corrupção promovida por facções cariocas ou paulistas, que são comandadas por cabeças pensantes, bandidos inteligentes”. (Informações da Tribuna da Bahia)

sexta-feira, novembro 26, 2010

Vilão ou mocinho?

Jalecos e gravatas podem disseminar infecções e doenças
.
por Adriano Villela (Tribuna da Bahia)
.
Um dos recursos disponíveis para o controle de infecções no ambiente hospitalar, o jaleco pode transmitir doenças, caso seja usado inadequadamente. O risco maior está na entrada e saída dos hospitais trajando a vestimenta, abrindo espaço para a troca de bactérias nos dois sentidos: da rua para a unidade de saúde e vice-versa.
Pesquisa divulgada recentemente pela PUC-SP revelou que 95,83% dos jalecos continham algum microorganismo. O presidente da Sociedade Baiana de Infectologia, Adriano Oliveira, destaca outros cuidados com vestes dos profissionais de saúde. “É uma discussão antiga. Estudos da Inglaterra mostram que a gravata, peça que não é lavada sempre, transmite doenças”, acrescentou o médico baiano. Oliveira defende a adoção de cuidados específicos com as roupas do profissional de saúde para cada tipo de paciente.
Se um médico vai atender alguém com bactérias multiresistente e depois pessoas com bactérias comuns, é conveniente que ele troque o jaleco”, defendeu o infectologista. O uso de camisas de manga comprida, acresce ele, requer o cuidado no sentido de evitar que a veste toque nos internados. Adriano Oliveira condena a atitude de médicos que mantêm o jaleco quando saem na rotina social fora do hospital. “É também uma questão de etiqueta, de educação. Não se usa uma roupa de trabalho fora do ambiente adequado”, disse.
Presidente do Sindimed, o médico José Cayres, reconhece o hábito de utilização indiscriminada do jaleco. Cayres alerta que o cuidado com a vestimenta deve ser incumbência de todos os profissionais de saúde.
“Entre os jovens, o jaleco é “cult”. Não sei se é a palavra certa, É um hábito incorreto, que os jovens fazem quando cursam a faculdade por vaidade”.
O sinal amarelo quanto ao uso das vestes cresceu após a eclosão de vários casos da superbactéria KPC, no mês passado, sobretudo no Distrito Federal. A falta de cuidados quanto aos procedimentos de controle de infecção foi uma das causas do crescimento da bactéria resistente a praticamente todos os antibióticos.
.
Veja também:

quarta-feira, novembro 24, 2010

O lado triste da Bahia

por Paixão Barbosa (*)

Quem ligou a TV na manhã de [ontem] para assistir aos noticiários começou o dia com o astral lá embaixo, tantas foram as notícias veiculadas sobre crimes e violência.

Os dois casos de maior repercussão da semana, as mortes das duas garotas decapitadas – crime de brutalidade sem par, que nos faz pensar sobre que tipo de ser humano é capaz de fazer uma coisa assim – e a do garoto atingido por uma bala quando estava dentro da sua casa, são apenas duas situações-limite num quadro geral de violência generalizada.

Passada a campanha eleitoral, durante a qual foram ouvidas muitas promessas de investimentos na área da segurança e apresentados diversos números tentando tornar o cenário mais cor de rosa possível, os baianos se batem de frente com a realidade. E esta é muito cruel.

Segundo os dados do Observatório de Segurança Pública, uma organização não governamental especializada na área, o número de casos de violência na Região Metropolitana de Salvador cresceu assustadores 386% nos últimos dez anos (em Salvador, o crescimento foi de 277%).

A média de assassinatos na RMS já chega a oito por dia e os números continuam crescendo, ao contrário de outros Estados que conseguiram reduzir o ímpeto da violência, a exemplo de São Paulo e Pernambuco, onde houve uma sensível queda no quadro de mortes violentas.

Triste Bahia. E mais tristes, e assustados, ficamos nós, os baianos, que estamos expostos a tal situação, nas perspectiva de, a qualquer momento, fazermos parte desta vergonhosa estatística.

.

(*) Política e Cidadania (A Tarde Online)

terça-feira, novembro 23, 2010

Comerciantes do Pelourinho devem 7,8 milhões ao IPAC

Enquanto não se chega a uma solução sobre a situação do Centro Histórico de Salvador, os problemas se acumulam. Segundo o Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (IPAC), cerca de 278 comerciantes acumulam dívidas de R$ 7,8 milhões. De acordo com o órgão, “o modelo de ocupação de imóveis implantado a partir da década de 1990 para reabilitação o Pelourinho, distribuindo imóveis para comerciantes e lojistas da iniciativa privada como se fosse um Shopping Center à céu aberto, como anunciou a gestão governamental da época mostrou-se falido, pois esses comerciantes não honraram com os seus compromissos de pagamento como determina o contrato que assinaram”, diz em nota.
.
O presidente da Associação dos Comerciantes do Centro Histórico de Salvador, Acopelô, Lenner Cunha, reconhece as dívidas dos empresários e dos moradores do Pelourinho. “A Acopelô tomou o leme dessa discussão com o IPAC. No ano passado levamos um documento ao governador Wagner pedindo o rebate de 95% dessa divida para que os concessionários pudessem pagar 5% do montante". (Informações da Tribuna da Bahia)

segunda-feira, novembro 22, 2010

Gafe derruba ministro

O ministro da Justiça do Japão, Minoru Yanagida, renunciou após a repercussão causada por recentes comentários nos quais afirmava em discurso em sua circunscrição de Hiroshima (oeste do Japão) que ser ministro da Justiça do Japão "é fácil" porque só tinha que lembrar duas frases se [lhe] fizessem alguma pergunta na Dieta (Parlamento).

Segundo disse, essas duas frases eram "não devo fazer comentários em casos individuais" e "estou atuando de forma apropriada de acordo com a lei e com as provas". (Informações da Agência Estado)

Não a Obama

Uma pesquisa da Universidade Quinnipiac revelou que 49% dos eleitores americanos considera que o presidente Barack Obama não merece um segundo mandato. (Informações da EFE)

quinta-feira, novembro 04, 2010

Grande encontro

Redes sociais e eleições em 2010

Finalmente, a internet e as redes sociais tiveram um papel mais relevante nas eleições brasileiras. Porém, como bem disse Pedro Doria em artigo no Estadão (31/10/10), ninguém venceu na rede. O empate entre os candidatos nesse meio de comunicação revela que, no limite, as redes sociais não favoreceram ninguém nem foram decisivas para o resultado final.

O Brasil de 2010 ainda é um país em que a penetração da internet é baixa, apesar da vocação do brasileiro para a rede e do seu potencial de crescimento explosivo. Sendo assim, não houve qualquer episódio nas redes que modificasse de modo claro e decisivo as tendências do processo eleitoral. No futuro, no entanto, não deverá ser assim.

A internet será, cada vez mais, o meio de informação da cidadania sobre tudo e sobre todos...

.

por Murillo de Aragão, cientista político (Blog de Noblat)

José de Abreu, o Zé Bigorna

Sou interneteiro. José Mayer me chama de ‘José Windows’. Sei achar tudo que há no mundo pela internet, criamos uma rede de desmontar factóides. Quando começou aquela onda de emails... aquelas coisas... Dilma guerrilheira, lésbica, f.d.p., que roubava dinheiro dos companheiros... quando aquela baixaria começou, aí descobri que tinha até falso indiano trabalhando com essa coisa de internet dos caras (da campanha do Serra). Consegui quase 11 mil seguidores em uma twitcam. Falei por quase 2 horas sobre a ditadura, que não fazíamos terrorismo, como era a censura... Usei muito, muito o twitter a favor da Dilma, 20 horas por dia. Foi guerrilha virtual. Tive 7 mil seguidores, apaguei a conta porque fiquei com medo das ameaças. O que importa não é a quantidade de seguidores, mas quantas vezes fui retuitado. Tinha frase minha que foi retuitada 20, 30 mil vezes. A cada semana mudava de nome, sempre com nome falso. Usei vários nomes, como Marcos Ovos, Senhor Jardineiro e o que ficou mais famoso, o Zé Bigorna.
.
Dilma ficou sabendo, o Lula sabendo das coisas que eu fazia... A Dona Marisa me ligou do Chile para comentar meu trabalho. Falou: ‘nós estamos sabendo de tudo, que coisa linda você tá fazendo’. Aí fiz mais umas sete ou oito twitcams. Postava uma twitcam, onde dava uma aula sobre a ditadura. Abro a camerazinha e coloco 10 mil pessoas em dez minutos ouvindo o que tenho pra falar. Tenho esta facilidade. Meus recados eram para desmentir os boatos sobre Dilma... Ela não era terrorista, nem eu. A gente era herói. Terrorista era o Estado brasileiro.
.
Estudava Direito, na PUC de São Paulo, quando entrei na luta clandestina contra a ditadura. Fui da Var-Palmares, a mesma organização da Dilma. Se a conheci, eu não lembro. A gente não conhecia os companheiros, eram nomes de guerra, não tinha como lembrar.
.
Quando houve o fechamento político, depois de 1971, quando saí da organização, fiquei escondido na Bahia, em Recife, parei em Arembepe (BA), que foi o Woodstock brasileiro. Ali pintou ácido lisérgico, ioga, flauta doce, rock progressivo... Comecei um processo de viagem espiritual, autoconhecimento, namorei uma jovem na época... Juntou aí a vontade de conhecer Londres e Amsterdã, símbolos da libertação hippie. A política ficou de lado. Os esquerdistas foram para Paris e eu para Amsterdã.
.
Não aceitaria (cargo no governo Dilma), apenas se fosse um cargo de um conselho, desde que não tenha salário. Não sou político profissional, sou militante por amor. Quero acabar com a miséria. Agora, se ela falar que estou convocado, eu vou. Mas talvez doe meu salário. Tenho o salário da Globo. Ganho muito bem lá”.
.
José de Abreu é ator da Rede Globo - Fonte: Último Segundo - Foto: Agência Estado

O feminino e as Farc

A ex-senadora colombiana Ingrid Betancourt afirmou, durante sabatina da Folha, que o fato de ser mulher tornou muito difícil ser refém das Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia).

Segundo ela, a hierarquia da guerrilha é composta por homens...

"A raiz sociológica das Farc é o campesinato colombiano, que é muito machista. Há uma reação forte contra a mulher", afirmou. "Os campesinos têm um rechaço a tudo o que pode ser comportamento feminino, como orar, delicadezas, emoções..."

quarta-feira, novembro 03, 2010

Doações das empreiteiras

Empreiteiras doaram para as campanhas desta eleição R$ 237 milhões. De acordo com informações da Justiça Eleitoral as empresas e suas subsidiarias distribuíram recursos a quase todos os partidos, exceto os de extrema esquerda, e a todos os cargos em disputa. Do total de doações das construtoras, R$ 155 milhões foram repassados por meio dos comitês financeiros ou das direções partidárias. Esse valor representa 65% das doações feitas pelas empreiteiras na campanha (OAS, Camargo Corrêa, Odebrecht, Votorantim, Andrade Gutierrez, Queiroz Galvão, Delta e Serveng-Civilsan). Entre as oito construtoras, a campeã em financiamento de candidatos até agora é a Camargo Corrêa, com 84 milhões de reais. Em segundo lugar, a Queiroz Galvão, com 50 milhões de reais e em terceiro, a Andrade Gutierrez, com 41 milhões de reais. Um dos beneficiados com as doações foi o governador Jaques Wagner, que recebeu R$ 10,3 milhões do total.
.
Informações do Bahia Notícias

terça-feira, novembro 02, 2010

Ecos da eleição

Quando a fome apertou ele (o marido) perguntou para ela (a esposa) se a mesma poderia fazer o café com pão quente e ovos... Ela respondeu:
.
Sim, eu posso.
.
Ele com a voz inaudível balbuciou:
.
Obrigado, Dilma...

segunda-feira, novembro 01, 2010

Sim, mas...

A Bahia deve registrar a temporada de verão mais concorrida dos últimos dez anos. De acordo com a Secretaria de Turismo do Estado da Bahia (Setur) a expectativa é de 6,6 milhões de visitantes durante a alta estação, período que começa em novembro e vai até março de 2011. Informações da Tribuna da Bahia
.
O que o governo estadual e a prefeitura estão fazendo? Já começaram a arrumar a sala para receber os visitantes?

sábado, outubro 30, 2010

quarta-feira, outubro 27, 2010

Carta à candidata Dilma

Meu nome foi incluído no manifesto de intelectuais em seu apoio. Eu não a apóio. Incluir meu nome naquele manifesto é um desaforo! Mesmo que a apoiasse, não fui consultada. Seria um desaforo da mesma forma. Os mais distraídos dirão que, na correria de uma campanha... “acontece“. Acontece mas não pode acontecer. Na verdade esse tipo de descuido revela duas coisas: falta de educação e a porção autoritária cada vez mais visível no PT. Um grupo dominante dentro do partido que quer vencer a qualquer custo e por qualquer meio.
Acho que todos sabem do que estou falando.
O PT surgiu com o bom sonho de dar voz aos trabalhadores mas embriagou-se com os vapores do poder. O partido dos princípios tornou-se o partido do pragmatismo total. Essa transformação teve um “abrakadabra” na miserável história do mensalão . Na época o máximo que saiu dos lábios desmoralizados de suas lideranças foi um débil “os outros também fazem...”. De lá pra cá foi um Deus nos acuda!
Pena. O PT ainda não entendeu o seu papel na redemocratização brasileira. Desde a retomada da democracia no meio da década de 80 o Brasil vem melhorando; mesmo governos contestados como os de Sarney e Collor (estes, sim, apóiam a sua candidatura) trouxeram contribuições para a reconstrução nacional após o desastre da ditadura.
Com o Plano Cruzado, Sarney tentou desatar o nó de uma inflação que parecia não ter fim. Não deu certo mas os erros do Plano Cruzado ensinaram os planos posteriores cujos erros ensinaram os formuladores do Plano Real.
É incrível mas até Collor ajudou. A abertura da economia brasileira, mesmo que atabalhoada, colocou na sala de visitas uma questão geralmente (mal) tratada na cozinha.
O enigmático Itamar, vice de Collor, escreveu seu nome na história econômica ao presidir o início do Plano Real. Foi sucedido por FHC, o presidente que preparou o país para a vida democrática. FHC errou aqui e ali. Mas acertou de monte. Implantou o Real, desmontou os escombros dos bancos estaduais falidos, criou formas de controle social como a lei de responsabilidade fiscal, socializou a oferta de escola para as crianças. Queira o presidente Lula ou não, foi com FHC que o mundo começou a perceber uma transformação no Brasil.
E veio Lula. Seu maior acerto contrariou a descrença da academia aos planos populistas. Lula transformou os planos distributivistas do governo FHC no retumbante Bolsa Família. Os resultados foram evidentes. Apesar de seu populismo descarado, o fato é que uma camada enorme da população foi trazida a um patamar mínimo de vida.
Não me cabem considerações próprias a estudiosos em geral, jornalistas, economistas ou cientistas políticos. Meu discurso é outro: é a democracia que permite a transformação do país. A dinâmica democrática favorece a mudança das prioridades. Todos os indicadores sociais melhoraram com a democracia. Não foi o Lula quem fez. Votando, denunciando e cobrando foi a sociedade brasileira, usando as ferramentas da democracia, quem está empurrando o país para a frente. O PT tem a ver com isso. O PSDB também tem assim como todos os cidadãos brasileiros. Mas não foi o PT quem fez, nem Lula, muito menos a Dilma. Foi a democracia. Foram os presidentes desta fase da vida brasileira. Cada um com seus méritos e deméritos. Hoje eu penso como deva ser tratada a nossa democracia. Pensei em três pontos principais.
1) desprezo ao culto à personalidade;
2) promoção da rotação do poder; nossos partidos tendem ao fisiologismo. O PT então...
3) escolher quem entenda ser a educação a maior prioridade nacional.
.
Por falar em educação. Por favor, risque meu nome de seu caderno. Meu voto não vai para Dilma.
.
SP, 25/10/2010
.
Ruth Rocha, escritora
.
Fonte: Blog de Noblat

terça-feira, outubro 26, 2010

Frase do dia

"Como se chama a mulher?..."
.
por Rubens Barrichello ao ser perguntado na TV espanhola La Sexta sobre quais eram os candidatos à presidência no Brasil.

Santo André: Justiça bloqueia bens de suspeitos

por João Sorima Neto (O Globo - Fonte: Blog de Noblat)
.
A Justiça aceitou bloquear os bens dos acusados de desviar mais de R$ 5 milhões em verbas da prefeitura de Santo André, na Grande São Paulo, na época em que era administrada pelo PT.

O esquema foi descoberto durante investigação da morte do ex-prefeito do município, Celso Daniel, em janeiro de 2002.

De acordo com a denúncia do MP, tiveram os bens bloqueados políticos e empresários. O chefe de gabinete do presidente Luiz Inácio lula da Silva, Gilberto Carvalho, também é citado como integrante do esquema, mas não teve os bens bloqueados.

De acordo com a denúncia do MP, o ex-secretário de serviços municipais Klinger Luiz de Oliveira Souza, e os empresários Ronan Maria Pinto, Luiz Marcondes de Freitas Junior e Sergio Gomes da Silva, o Sombra, montaram um esquema para extorquir dinheiro de empresários de ônibus da cidade. Os empresários de transporte eram obrigados a pagar propina para trabalhar para a prefeitura.

Segundo o MP, a cobrança teria começado em 1997 e durado até a morte do prefeito.

Os promotores disseram que o dinheiro desviado era usado para financiar campanhas do PT.

A função de Gilberto Carvalho, então chefe de gabinete da Prefeitura de Santo André, era transportar o dinheiro até a direção nacional do partido, para financiar campanhas petistas.

A Justiça decidiu pelo bloqueio dos bens dos envolvidos, com exceção de Gilberto Carvalho e do PT.

O bloqueio foi feito através de liminar para garantir que o dinheiro seja devolvido em caso de condenação. O empresário Ronan Maria Pinto, o único que se pronunciou, disse que entrou com defesa preliminar há três anos.

Governador desaprova Lula

Lula não precisava ter dito daquela forma (sobre a agressão sofrida por Serra). Acho condenável, independente do tamanho da bola, qualquer tipo de agressão. Acho abominável. Devemos investir na palavra para ganhar no argumento. Detesto ofensa pessoal. Qualquer agressão verbal ou material é extremamente mal-vinda para a democracia... Se você me perguntar: ‘O senhor gostou de ele dizer que precisamos extirpar o DEM da política brasileira?’, vou dizer: ‘Não gostei’. Acho que não deveria ter falado, não precisava ter falado. Essa é minha opinião.
.
por Jacques Wagner, governandor eleito da Bahia pelo PT

Que Serra é esse?

por Gilberto Dimenstein (Folha de SP)
.
Já tinha comentado aqui que achava estranho que José Serra, que sempre nutriu a imagem de alguém preocupado com os gastos públicos, fazer propostas como o salário mínimo de R$ 600, reajuste das aposentadorias em 10%, duplicar o Bolsa Família, como se fosse um político irresponsável. O impacto disso beira os R$ 50 bilhões e pode aumentar ainda mais o buraco da Previdência. Nesse último debate presidencial, na Record, a nova surpresa veio dos temas privatização e capital estrangeiro.

A campanha de Lula, Dilma e PT contra a privatização é um sinal de atraso. Desculpe, mas vou além: é um sintoma de ignorância. As empresas privatizadas são mais lucrativas, não dão rombos aos cofres públicos ( pagos por nós) e ainda pagam impostos.

É uma eficiência da qual todos saem ganhando, exceto os políticos que ganhavam cargos. Pena que a memória seja tão curta e não se lembrem mais do que eram os bancos estaduais, por exemplo.Só numa empresa estatal (e aí Serra fez muito bem em lembrar) um Collor consegue influenciar uma área estratégica como na Petrobras.

No debate da Record, foi a vez de Serra partir para o ataque e, sem maiores ressalvas, acusar Dilma de privatizar a Petrobras, permitindo que empresas estrangeiras participassem da exploração de petróleo.

O ataque faria sentido para mostrar que nem o PT acredita (ainda bem) no que fala. Mas do jeito que ficou no debate, parece que Serra e o PSDB endossam as bobagens estatistas.

Muita gente podia não gostar do Serra que entrou na campanha, mas sabia quem era ele. O que está, neste momento nos vídeos, é difícil saber. No começo da campanha não sabíamos (e ainda não sabemos) quem era exatamente Dilma. Agora, não sabemos quem é Serra.

domingo, outubro 24, 2010

Merece uma reflexão...

Recebi esse comentário enviado por um leitor que prefere não ser identificado.
.
Vinicius,
A campanha política está completamente despolititizada, tem até disputa de bispos (Edir Macedo X Silas Malafaia, não sei qual o pior). Foi-se o tempo de debates sobre propostas. Hoje o candidato é um produto que tem que ser vendido no mercado na embalagem mais atraente, não importa o depois. É apenas uma guerra de marketing. Guerra de imagens, de edições, de interpretações, de redes de comunicação... O inimigo politico de hoje será o aliado de amanhã e vice-versa.Isso vale para os dois lados atuais da disputa.Todo mundo sabe que salário minimo de 600,00 é irresponsabilidade politica garanti-lo apenas achando que evitando o desperdicio conseguiria pagá-lo. Não tem como pagar; Quebra. Como tb não tem como pagar bem a dois professores na sala de aula no ensino básico. Mal pagamos a um apenas...Você já foi Professor e viveu esta realidade. Por outro lado todo mundo sabe que Dilma sabia de tudo que se passava na casa civil, no minino foi omissa. Não acho ela individualmente uma boa opção, não me emociona. A corrupção é antiga e eterna.Ninguém a controlará. Está no DNA da formação da raça brasileira. Lula não controlou. No seu governo teve a mesma corrupção que em outros, apenas com uma diferença, foi intensamente exposta. Votei nele e continuaria ou continuarei votando, mas ele ficou me devendo o combate a corrupção como prometera.
.
Os politicos do PSDB são iguaizinhos aos do DEM e aos do PT e PV.Todos são maleáveis, fazem acordos espúrios, vendem facilidades, emfim, posso lhe dizer com absoluto conhecimento, pois frequentei este meio por 04 anos, que não há a minima diferença entre eles. Aliás há uma sim. O "verniz" da cara de pau dos que passam a imagem ou a idéia de que são "puros" são "ficha limpa" etç etç etç.Não são.Definitivamente não são. Todos eles tem suas virtudes e seus graves erros e desonestidades e mentiras. O governo FHC foi um dos piores para as classes menos favorecidas para os miseráveis, para os servidores públicos, para as universidades, desestimulou as escolas técnicas, os cursos profissionalizantes, a pós-graduação e a pesquisa, e isso contribuiu para a grave defasagem que existe hoje entre a necessidade de mão de obra qualificada e o crescimento do País. Péssimo de um modo geral no trato com as questões cruciais da educação. E quem esperava isso de um Professor, sociólogo, mestre, doutor,etç etç etç e foi tão corrupto quanto o dos governos militares, quanto o de collor, sarney, itamar, lula e os próximos que virão.
.
Meu voto é de Dilma, ou melhor meu voto é pelos resultados que eu vi acontecer na minha frente no meu dia a dia profissional, nas antes abandonadas zonas rurais, nos assentamentos, nas regiões mais remotas, nas localidades onde só haviam (ainda há) cidadaos de terceira classe, com absoluta convicção, como testemunho do quanto se aumentou a esperança a auto-estima da população mais desprovida que aquela com a qual eu convivo e trabalho há 30 anos.
.
Abraços,
UF

quinta-feira, outubro 21, 2010

Que Deus nos proteja!

As cenas a seguir não são de nenhum filme ou novela... Aconteceu em Salvador em um dos bairros nobres da cidade (Alto do Itaigara).

.

quarta-feira, outubro 20, 2010

Eleição, uma quimera

A velha revista “O Cruzeiro”, em seus áureos tempos, publicava uma coluna chamada “As aparências enganam”, criação de Carlos Estêvão. Nela, cenas com silhuetas sugeriam situações terríveis — mas que não resistiam a uma análise mais apurada. A eleição atual também tem suas miragens:

Dilma e Serra viraram pa$hóstias. Mas é para enganar os crentes. Dilma deve pensar que salve-rainha é nome de um filme de Xuxa, e Serra não sabe da missa um terço.
Dilma diz que Serra deseja privatizar a Petrobras. Mas ela sabe que não é verdade. Na Petrobras ninguém toca. Serra não é um “neoliberal”. Pelo contrário, assusta alguns empresários, como banqueiros que temem acabar a época dos grandes lucros dos governos FH e Lula.
Serra insinua que a vitória de Dilma poria em risco a democracia. Não é bem assim. Lula não é Chávez. E a sociedade, o STF e até políticos expressivos da base do governo, inclusive do PT, não aceitariam a volta das trevas.
Tucanos dizem que a rotatividade dos partidos no poder é boa para a democracia. Mas só na esfera nacional, porque defenderam o continuísmo nos governos de São Paulo e Minas.
Petistas dizem que é hora de uma mulher assumir o poder. Mas só na esfera nacional, porque, em Brasília, por exemplo, eles são, naturalmente, contra a candidatura de Weslian, mulher do ficha suja Roriz.
.
Comentário de Ancelmo Gois (jornalista) em seu blog.

Tchau, Lula!

Você é daqueles que votarão em Dilma por que gostaria de conferir a Lula um terceiro mandato consecutivo - e não pode?

É daqueles que votarão em Dilma com a esperança - ou a certeza - de que a eleição dela facilitará a volta de Lula em 2014?

Então vote em Serra.

Você acha que a oposição ao governo Serra contará daqui a quatro anos com um candidato mais forte do que Lula para enfrentá-lo? Você consegue enxergar algum?

Caso Dilma se eleja, ela deverá fazer um bom governo. As condições são favoráveis. Ela é uma gestora experiente. Isso nada tem a ver com falta de experiência política.

Não pense que ela sentará na cadeira presidencial para obedecer a ordens de Lula. Ou do PT. Ou do PMDB.

Precisa não conhecê-la para imaginar que isso será possível.

Dilma gosta de mandar. E de ser obedecida.

Comporta-se como uma boneca enquanto candidata. Faz a maioria das coisas que lhe sopram.

Depois? Esqueça.

Por hipótese, apenas por hipótese: digamos que Dilma presidente fosse um desastre. Como foi Celso Pitta prefeito apesar do aval de Paulo Maluf.

Lula se arriscaria a querer voltar depois de ter patrocinado um desastre?

A essa altura, Lula se despede do poder para entrar na História com 81% de aprovação popular.

Ponha o retrato do velho na parede, não o deixe pegar poeira e vá em frente - com Dilma ou Serra.
.
Comentário de Ricardo Noblat (Jornalista) em seu blog

E o verão começou...


.
Porto da Barra, segunda-feira às 16:00h.

terça-feira, outubro 19, 2010

Bahia já tem registro de superbactéria KPC

Atualmente responsável por 135 infectados no Distrito Federal, a superbactéria KPC (Klebsiella Pneumoniae Carbapenemase) já foi registrada aqui na Bahia, segundo o infectologista Fernando Badaró.

O médico não quis informar em quais hospitais, por questões éticas, mas deixou claro que a situação preocupa. Em Brasília, a KPC já provocou a morte de 15 pessoas – em outros três casos suspeitos, a relação com a superbactéria foi descartada.

A bactéria, que se torna mais perigosa após sofrer mutações, seria também a causa mortis de uma filha do cantor Beto Barbosa, segundo matéria divulgada no programa Fantástico, da Rede Globo, no domingo à noite. No estado, não há registro de óbito causado pela Klebsiella Pneumoniae Carbapenemase.

De acordo com a infectologista Nanci Silva, a KPC é uma bactéria com a propriedade de produzir uma enzima que destrói praticamente todos antibióticos, especialmente os carbapenêmicos, grupo do medicamento de última geração entre os antibióticos. Remédios dos grupos cefalosporinas, quinolonas e penicilinas também não surtem efeitos.

O tratamento mais eficaz à doença passa pela criação de novos medicamentos. Segundo os dois especialistas, os antibióticos do grupo das polimixinas conseguem combater e Klebisiella, mas são altamente tóxicos.

A Secretaria da Saúde da Bahia afirmou que a Klebsiella Pneumoniae Carbapenemase é uma bactéria inofensiva, que só oferece riscos quando passar por mutações, se tornando então super-resistente. De acordo com o órgão, a Vigilância Sanitária baiana não registrou qualquer ocorrência médica relacionada à superbactéria.
.
Médica diz que é problema antigo
.
Nanci Silva avalia a KPC e outras bactérias multiresistentes como preocupantes, mas não alarmantes. “ Esta é uma questão nova para a imprensa, mas antiquíssima nos congressos médicos ”, relata. Nos Estados Unidos e na Europa, há cerca de 10 anos a comunidade médica pressiona o poder público para a autorização de novos medicamentos dura em torno de 10 anos.

Apesar do problema ser antigo e sem solução de curto prazo, a médica explica que a superbactéria não costumar vitimar qualquer paciente internado, somente os mais vulneráveis, como idosos de 80 a 90 anos; diabéticos, portadores de neoplasia, pacientes que necessitam de hemodiálise. Na maioria dos casos, tratam-se de pessoas internadas em UTI. Também não há risco de contágio fora do ambiente hospitalar.

“ A resistência ao antibiótico é um fenômeno inevitável. O que é preciso é educar as pessoas. A imprensa devia orientar as pessoas a não fazer o uso indiscriminado de remédios.

As pessoas usam antibióticos para qualquer coisa ” , declara ela. Fernando Badaró acrescenta um alerta aos hospitais, no sentido de coibir a transmissão da bactéria por médicos e demais pacientes internados.

“Os hospitais devem estimular a educação continuada dos seus profissionais no sentido de exercer as boas práticas, os procedimentos de rotina na prevenção”, opina.

Segundo o especialista, em algumas unidades de saúde nem o hábito de higienizar as mãos corretamente é seguido. O isolamento do paciente com KPC é outra recomendação dos dois especialistas.

A Associação de Hospitais e Serviços de Saúde do Estado da Bahia não quis se pronunciar. No site da entidade, a reportagem encontrou reprodução de matérias da mídia com alerta sobre a KPC
.
Informações da Tribuna da Bahia

segunda-feira, outubro 18, 2010

Frase do dia

"As pessoas nos dizem que somos heróis, mas não somos heróis, somos vítimas. Nós apenas lutamos por nossa vida porque temos família. Somos vítimas dos empresários que não investem em segurança".
.
por Franklin Lobos, um dos 33 mineiros chilenos

sexta-feira, outubro 15, 2010

Terceira onda favorece Serra

Com a divulgação esta semana dos resultados das pesquisas dos quatro principais institutos do país _ Datafolha, Ibope, Vox Populi e Sensus _ ficou evidente que uma terceira onda se formou nesta reta final do segundo turno da campanha presidencial. Os números variam de uma pesquisa para outra, mas há um ponto em comum: a curva de Dilma desce, a de Serra sobe, e a “boca do jacaré” está lentamente se fechando.
Quando a campanha começou oficialmente, formou-se a primeira grande onda vermelha de Dilma, que atropelou em poucas semanas a liderança que Serra vinha mantendo desde o ano passado. A distância entre os dois principais concorrentes foi-se alargando com o começo da propaganda na TV, de tal forma que, abrindo mais de vinte pontos de vantagem, quase todo mundo deu como certa a vitória de Dilma no primeiro turno, até mesmo seus adversários.
Na última semana do primeiro turno, porém, todos foram surpreendidos pela segunda onda, a verde, na verdade um tsunami de nome Marina Silva, que passou a campanha toda mantendo-se firme em torno dos 10 pontos e, no final, disparou para 20, levando a eleição para o segundo turno.
De uma hora para outra, o ar desanimado de Serra e dos tucanos foi substituído por um largo sorriso, a campanha errante tomou prumo, o programa de televisão ganhou vida, aliados que vinham se estranhando passaram a falar a mesma língua. Em apenas duas semanas, os papéis se inverteram, tudo mudou.
.
Veja na íntegra aqui.

Camelôs vendem falso pirata de "Tropa de Elite 2"

Nas redondezas das ruas 25 de Março e Santa Ifigênia, polos do comércio popular da região central de São Paulo, o "filme" pode ser encontrado por R$ 5.
Só que, em uma das versões, o DVD está vazio. Outra versão contém, na verdade, músicas interpretadas pelo cantor sertanejo Daniel.
Já no Rio, há três falsas versões piratas de "Tropa de Elite 2" circulando. Em média, o DVD custa R$ 10.
Na mais difundida, o disco traz o trailer do filme, um making of com cenas de treinamento do Bope e um depoimento do ator Pedro Van Held, que interpreta o filho do coronel Nascimento (Wagner Moura), falando contra pirataria.
.
Veja na íntegra aqui.

segunda-feira, outubro 04, 2010

DataFactum informa:

Pela primeira vez uma mulher pode eleger um presidente no Brasil.

DataFactum informa:

A lavanderia Brasil estará aberta 24hs durante o 2º turno. Haja roupa suja...

sábado, outubro 02, 2010

Como o PV deixou essa música passar em branco?!

É um verdadeiro hino. Mas ainha há tempo. Preste atenção na letra e vamos à luta, quer dizer, às urnas!

terça-feira, setembro 28, 2010

Como eram e como ficaram


.
Pois é... O tempo passa.
.
Fonte: IG

Frase do dia

"A candidatura Marina representa também uma espécie de reserva ética, capaz de atrair, mais do que o tucano, a insatisfação de setores da esquerda (não só deles) diante dos desmandos cometidos pelo PT ou pelo governo Lula. Há, na ondinha verde, alguma ressaca da maré vermelha".
.
por Fernando Barros e Silva (Folha de S. Paulo)

segunda-feira, setembro 27, 2010

E a classe artística?

Silêncio total. Ninguém se manifesta sobre as eleições... Por aqui só Carla Visi e Caetano.

Não é por nada não...

Mas não conheço uma só pessoa que vá votar em Dilma... Pelo menos declaradamente.

sexta-feira, setembro 24, 2010

Escolha a sua manchete





A primeira manchete:
"LULA É BONITO - Essa é a manchete para os que acham que o papel da imprensa é bajular os donos do poder..."
.
A segunda manchete:
"BONITO, HEIN, LULA... - Essa é a manchete para os que acham que o dever da imprensa é fiscalizar o governo..."

Frase do dia

"Não estou preocupado, porque já era uma queda prevista, devido ao grande bombardeio que venho sofrendo".
.
por Jacques Wagner, governador da Bahia e candidato a reeleição, comentando o resultado da pesquisa da Datafolha onde consta uma queda de 5%.

Blogueiro que critica a mídia é contratado da EBC

A Empresa Brasil de Comunicação (EBC) contratou há uma semana, sem licitação, os serviços do jornalista Luis Nassif por R$ 180 mil. O contrato terá vigência de seis meses. Foi assinado pela presidente da estatal, Tereza Cruvinel, no dia 16 e publicado na segunda-feira no Diário Oficial da União.

Nassif foi contratado, segundo a EBC, para prestar serviços de "entrevistador e comentarista" para o telejornal Repórter Brasil e o Programa 3 a 1.

Desde terça-feira, o jornalista tem destacado em seu blog informações em defesa do protesto contra a imprensa marcado para hoje a partir das 19 horas no Sindicato dos Jornalistas de São Paulo.

Nassif é do conselho consultivo do Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé, que integra a organização do protesto, intitulado "Contra o Golpismo Midiático e em Defesa da Democracia".

A Empresa Brasil de Comunicação (EBC) contratou há uma semana, sem licitação, os serviços do jornalista Luis Nassif por R$ 180 mil. O contrato terá vigência de seis meses. Foi assinado pela presidente da estatal, Tereza Cruvinel, no dia 16 e publicado na segunda-feira no Diário Oficial da União.

Nassif foi contratado, segundo a EBC, para prestar serviços de "entrevistador e comentarista" para o telejornal Repórter Brasil e o Programa 3 a 1.

Desde terça-feira, o jornalista tem destacado em seu blog informações em defesa do protesto contra a imprensa marcado para hoje a partir das 19 horas no Sindicato dos Jornalistas de São Paulo.

Nassif é do conselho consultivo do Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé, que integra a organização do protesto, intitulado "Contra o Golpismo Midiático e em Defesa da Democracia".

.

Fonte: Leandro Colon - O Estado de S. Paulo

terça-feira, setembro 21, 2010

Duas mulheres?

O dia 3 está chegando. Fim de guerra? É quase certo que Dilma Rousseff seja eleita. Quase. Se ela perder 7% dos votos válidos para os concorrentes, teremos segundo turno. E se isso acontecer com Marina Silva tendo ultrapassado José Serra, assistiremos a uma competição emocionante: duas mulheres disputando pela primeira vez a presidência do Brasil. Aí sim, um grande avanço republicano.

Por enquanto, a 12 dias das eleições, há um estranho silêncio nas ruas. Desinteresse, arrogância, depressão ou o quê? O jogo é mortal. Sabe-se. Mas jogar a toalha antes da derrota final ou se julgar por cima sem a vitória decisiva é coisa de amador. Quaisquer que sejam as previsões do resultado, não dá para exterminar a possibilidade de um imprevisto...

Vai que nesses próximos dias os escândalos estressem o eleitorado, o tiroteio de acusações o assuste e o encantamento publicitário não o atinja mais. De repente, eleitores poderão começar a enxergar Dilma como uma pessoa normal: mulher de carne e osso; não mais mulher-Lula, de fantasia. E aí, já dentro da normalidade, se permitiriam dar uma chance a Marina. Por que não?

Entre os candidatos, ela é quem tem o menor índice de rejeição. Reconhece os acertos dos governos de Itamar, FHC e Lula. Quando precisa critica com civilidade e firmeza. De quebra, tem uma bela história de vida pública e privada...

Ainda há tempo para os eleitores se ligarem no desenvolvimento sustentável aplicado à qualidade de vida? Ou melhor, se ligarem nas idéias da candidata verde?

por Ateneia Feijó, jornalista (Blog de Noblat)

Frase do dia

"Nós somos a opinião pública... Não vamos derrotar apenas nossos adversários tucanos. Vamos derrotar alguns jornais e revistas, que se comportam como se fossem um partido político e não têm coragem de dizer que são um partido político, que têm candidato e não têm coragem de dizer que têm candidato, que não são democratas e pensam que são democratas".
.
por Lula em discurso em Campinas

E ela não apareceu...

No debate de presidenciáveis no SBT ontem mais uma vez a candidata do governo, a mulher de Lula, como Dilma é conhecida, não apareceu. Não é o primeiro.
.
Hoje a candidata estava visivelmente constrangida no Jornal da Globo em função dos últimos episódios em que se envolveu sua substituta na casa civil.
.
Impressionante como ela nada explica. Está aos poucos mostrando o pouco preparo para exercer a função de presidente.
.
O que pode lhe salvar é o pouco tempo que falta para as eleições.

segunda-feira, setembro 20, 2010

Dilma sob suspeita de ter favorecido firma

Auditorias feitas na gestão de Dilma Rousseff (PT) na Secretaria de Minas e Energia do Rio Grande do Sul e na Federação de Economia e Estatística, entre 1991 e 2002, apontam favorecimento a uma empresa gaúcha que hoje recebe R$ 5 milhões da Presidência e mostram aparelhamento da máquina...
.
Veja na íntegra aqui.

sexta-feira, setembro 17, 2010

Novamente, presidente superestimou seu poder

Na política, jogar parado é arte. Getúlio Vargas passou à História como mestre, e Tancredo Neves como um de seus melhores discípulos. Lula gasta tempo tentando superá-los, acreditando que pode mais.

Durante uma semana o presidente da República assistiu quase impassível à evolução do caso Erenice Guerra.

Apostou que a algazarra na Casa Civil seria encoberta pelo fragor das habituais salvas de "tiros" na campanha eleitoral. Perdeu logo nas primeiras 48 horas, quando ficou evidente que a mulher de confiança (e sucessora por ela indicada) de Dilma Rousseff arrastava o governo e sua candidata para um abismo político na reta final da eleição presidencial.

Na segunda-feira, o presidente dobrou a aposta, sob o coro entusiasmado de assessores — a maioria disposta ao fervor na crença da infalibilidade de Lula, especialmente depois da destreza demonstrada na construção da candidatura Dilma.

Perdeu, outra vez, quando, em desastrada nota oficial — com papel e selo do governo —, a ministra abraçou-o, junto com a candidata, e se lançou ao abismo deixando um rastro de suspeitas de desgoverno e corrupção.

Como nas crises anteriores, Lula superestimou seu poder para administrar prejuízos e conduzir plateias com manobras retóricas.

É futurologia achar que a percepção de desgoverno e corrupção vai se espraiar para além da classe média e mudar as chances de Dilma Rousseff no primeiro turno.

Talvez um dia Lula perceba que um presidente pode quase tudo, a exemplo de Getúlio Vargas. Mas, como mostra a História do getulismo, um presidente nunca pode tudo.

Mesmo quando ele assina Luiz Inácio Lula da Silva.
.
Por José Calado (O Globo) - Fonte: Blog de Noblat

quinta-feira, setembro 16, 2010

Globo e Clube dos 13 na mira do Ministério Público Federal

O Ministério Público Federal (MPF) emitiu, nesta quarta-feira (15), parecer contra a TV Globo e o Clube dos Treze por prática de cartel. Segundo o órgão, a emissora deve ser condenada por se unir à TV Bandeirantes para cobrir proposta do SBT, além de exercer influência direta sobre o formato de venda dos direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro. O Clube dos Treze, por sua vez, é acusado de executar contratos sob regime de exclusividade. Para o MPF, a emissora e a entidade compactuaram na venda da transmissão de partidas com exclusividade. A Globo Comunicações teria atuado de maneira anticompetitiva junto à entidade ao exigir a preferência na hora de renovar os contratos. O processo tramita no Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). Desde que o processo foi iniciado no Cade, outras empresas também reclamaram do sistema. A Record, por exemplo, abandonou a negociação de 2008 por entender que o C13 dava preferência à Globo. A próxima negociação de direitos de TV do Brasileiro será no primeiro semestre de 2011, quando serão acertados contratos dos próximos três anos.
,
Informaçoes do Bahia Notícias

terça-feira, setembro 14, 2010

Frase do dia

"Por que numa decisão que diz respeito a 190 milhões de pessoas querer decidir açodadamente? Votar duas vezes é oportunidade de pensar duas vezes, de olhar duas vezes, de ouvir duas vezes".
.
por Marina Silva, candidata do PV à Presidência

Companheira Dilma?

Acho que a candidata verde à Presidência da República, Marina Silva, tem razão. Os eleitores deveriam querer um segundo turno nestas eleições. Com um pouco mais de tempo podem se certificar se suas intenções de voto são realmente definitivas.

No momento, sob o efeito da excelência avassaladora da campanha publicitária da petista Dilma Rousseff, isso está difícil de saber. Até porque o objetivo da publicidade é exatamente este: induzir.
Um segundo turno daria uma chance para que se conhecesse melhor os finalistas. Que poderiam ser um homem e uma mulher; ou duas mulheres.

Para começar, as campanhas estariam em igualdade de condições de tempo. E, quem sabe, surgiria finalmente uma oportunidade para se assistir um debate que discutisse idéias e propostas verdadeiras; tiradas de raciocínio. E não, como diria Plínio Arruda Sampaio, da cartola... A partir daí, a tomada de decisão de eleger determinado candidato ou candidata seria mais consciente.

Por enquanto, nas ruas, poucos eleitores demonstram conhecer o peso de seu voto para o seu próprio destino e o do país neste século XXI. Muitos encaram o resultado das pesquisas eleitorais literalmente como uma "corrida": com ganhadores e perdedores de placar. Conceito estimulado, obviamente, pelos concorrentes à frente. Trágica competição política.

Porém, dados são dados... E, segundo os dados da pesquisa Datafolha divulgada na última sexta-feira, a candidata Dilma permanece com 50% das intenções dos votos. O que não surpreendeu a você nem a mim. Mas uma coisa me encafifou. Por que os homens (54%) são a maioria desse eleitorado petista?

Afinal, o próprio presidente Lula não ratificou o machismo brasileiro apregoando que não se devia ter preconceito contra uma mulher na Presidência da República? Chegou a apelar para razões esdrúxulas como a de que ela, a mulher, gestara o "macho" eleitor; limpara seu bumbum e trocara suas fraldas quando bebê. E que, portanto, os homens estariam devendo votos a Dilma.

Será que o presidente não está correndo o risco de criar uma espécie de complexo de Édipo coletivo e acabar vítima dele? Qual nada. Como o pai nesta história, tudo leva a crer que ele ofuscou preventivamente a visão dos filhos.

Além disso, ainda há a possibilidade do apoio masculino à mulher-Lula por um outro motivo: os homens de menor escolaridade projetam nela a mulher fiel, guerreira e a serviço do chefe da família que precisará se ausentar. Ou seja, ela se comporta como a sombra de seu companheiro-chefe, o presidente Lula, este sim, o iluminado: "o pai que voltará ao comando nas próximas eleições".

No fundo, grande parte desses homens enxerga Dilma como um exemplo para suas próprias companheiras. Não lhes passa pela cabeça que a candidata petista vovó possa ser, na realidade, uma outra pessoa; diferente da que eles fantasiam. Seja uma pessoa pior ou melhor.

Dá para presumir a dificuldade desse segmento em aceitar a possibilidade de Marina Silva (maioria de intenção de votos do público feminino com curso superior) exercer alguma influência sobre suas mulheres. Em campanha eleitoral nada escapa. Até em política doméstica se mete a colher.

por Ateneia Feijó (Jornalista) - Fonte: Blog de Noblat

domingo, setembro 12, 2010

"Tolo é o povo que acredita em ditos vazios"

por Samuel Celestino (*)

A 20 dias das eleições, chega-se ao marco definitório. A pré-campanha e o processo que a antecederam foram mais eletrizantes do que o que até aqui aconteceu, na campanha propriamente dita, tanto na campanha presidencial como na estadual. Esperavam-se maiores emoções, mas, é de supor, - porque assim se afastam o vaticínio e o exercício adivinhatório – que tudo parece estar se definindo antes do tempo. Os candidatos são bons? Não se trata de responder tal resposta. A definição da eleição, se for confirmada tomando o atual momento como marco zero, chama-se Lula. Dizendo muitas bobagens, algumas verdades e usando ao extremo o seu poder de persuasão.

Em discurso neste final de semana, em Ribeirão Preto, Lula entendeu de chamar Dilma de “heroína”. Heroína de quê. Não faz muito, Jaques Wagner, aqui na Bahia, também exagerou nos mimos à candidata e a comparou com as nossas heroínas da luta libertadora do 2 de Julho, Maria Quitéria e Joana Angélica, e, se não bastasse, a beatificou, pré-processo para a santificação, também a comparando com a Irmã Dulce. Os católicos não gostaram e os historiadores se arrepiaram. Tolo é o povo que acredita em ditos vazios.

No nacional, esperava-se que Serra e Dilma entrassem em curto circuito, em processo galvanizante, mas aconteceu justamente o contrário. Serra, que tinha boa vantagem inicial. Foi atropelado por Lula que colocou sua criação a muitos pontos à frente. Quem sabe o que a candidata do presidente pensa. Vou ser generoso: poucos. No interior baiano, até seu nome não se dá importância. Responde-se: “Vou votar na mulher do Lula”. Não, não é Marisa Letícia. Sobre esta a história nunca saberá o que pensa, porque a boca não abre. Apenas, estoicamente, acompanha o marido, sem nada dizer para que não haja também registro do timbre da sua voz.

Lula fala por Dilma, pensa por ela, pensa além dela. Ele é político na mais pura essência; ela é uma tecnocrata que nada tem a ver com o PT. É neófita na legenda, o que leva a crer que, se alguns arrogantes chefes de voto do passado estavam certos quando afirmavam prepotentes (na Bahia tem exemplo), que elegeriam, se quisessem, “um poste”. Conclui-se, assim posto, que um poste também pode ter registro numa legenda política. Com número de candidatura e tudo o mais.

Só uma catástrofe de grandes proporções tira Dilma Rousseff do Palácio do Planalto quando, então, ela terá que assumir o seu papel e, certamente, enfrentará, creio eu, dificuldades nas negociações político-congressuais. Até e, principalmente, com os seus maiores aliados da campanha, entre eles o PMDB, que levará para o Palácio do Jaburu, como vice, o seu presidente (licenciado), Michel Temer - (ACM chamava-o de “Mordomo de casa de terror”) - um político posto à margem da campanha com uma exclusiva missão: ser mudo.

Até que ponto ele, Temer, e o seu partido ficarão mudos a partir de 2011, se as suposições eleitorais estiverem corretas? Ora, o silêncio não faz parte do perfil do partido; não condiz com a sua história pantagruélica (palavra derivada de um personagem de Rabelais, um glutão que ficou na história da literatura), ávida por cargos públicos, de ética duvidosa. O PMDB, ao chegar ao governo, vai sentar-se à mesa, esmurrar a madeira e pedir os pratos que tem direito, certamente os mais apetitosos em orçamento, cargos e poder.

O que Dilma fará? Quem a orientará? José Dirceu? Lula, por telefone, ou em contatos feitos fora do palácio? Afinal, quem conhece Dilma a não ser Luis Inácio Lula da Silva? Quantas pessoas serão capazes nesta república dos trópicos dizer que a conhece? Que sabe o que ela pensa? Lula, com certeza, faz de conta que sabe. Se chegar ao posto que queira, torce-se que haja com dignidade e capacidade de gerir, porque o Brasil precisa, como o IBGE começa a revelar no seu censo.

A revista britânica The Economist avalia “que o maior constrangimento de Dilma num eventual governo deve vir "de dentro". Explica o que já coloquei acima: “Ela se filiou ao PT somente em 2001 e não cresceu dentro do partido, pois sua candidatura foi imposta por Lula. “Os principais parceiros da coalizão do PT já estão falando sobre os ministérios que esperam obter.” O PMDB nega que já esteja pensando na galinha-gorda. Vá lá que não expresse, mas já está pensando, sim, e marcando nomes.

Daqui, já registrei em análise que se eleita for, ela experimentará problemas internos, não da oposição que estará em processo de rearrumação, reflexões, ou a se perguntar onde errou e por que errou. Portanto, creio também que sua dor de cabeça virá, a princípio, “de dentro” e não se deve afastar a possibilidade de choques, enfim, o conhecido fogo-amigo.

Já na Bahia (e em outras unidades federativas) Lula está fazendo o mesmo. Esperava-se, aqui, uma campanha renhida. O presidente empurrou Wagner, o faz também em relação aos candidatos ao Senado, que disparam para vencer, ainda supostamente, no primeiro turno. E bem. Paulo Souto demonstra que perdeu o fôlego e Geddel Vieira Lima está à beira do caminho, chupando laranja podre. Acreditou no conto dos dois palanques.

Foi ludibriado porque, o PT é o PT , e as demais legendas, não se enganem, são adversárias. Desse modo, a campanha transcorre morníssima, enfadonha, enfim, sonolenta e sem graça. Assim como no plano nacional, só um terremoto muda as coisas. Olha, estou para ver tantas empáfias, mentiras e, macunaímicamente, vivo cansado de tanta lengalenga que só me conduz ao enfado.

(*) Samuel Celestino é jornalista, comentarista político, empresário e ex-presidente da ABI (Associação Bahiana de Imprensa).

PS. A foto ilustrativa (Blog do Bastos) não consta no original do texto veiculado no Bahia Notícias e Jornal A Tarde, cujo o título é "Uma Campanha Enfadonha".